Qual a sua fuga?

By  |  2 Comments

Oi pessoal,

Hoje a postagem é rápida, e meio desesperadora…

Estou naquela fase terrível de “voltar a estudar”… Mas o rendimento mesmo, está em menos de 30% (sendo otimista)… Ou seja, está tudo uma ***

Aí hoje ouvi um vídeo do professor Henrique Correia, onde ele falava exatamente dessa fase, e ele dizia que, quando não estamos conseguindo estudar, temos que conseguir viver a “vida de quem não está estudando”. Porque se não a pessoa vive num conflito: não consigo estudar, mas também não socializa, não namora, não faz nada..

E de fato, é exatamente isso que acontece. E acredito que isso seja uma forma de autopunição que nem percebemos (falando agora com aqueles que também passam por isso… Aos que não passam, agradeçam a Deus).

Mas o que fazer?? Só sei de uma coisa: precisa ser algo que nos faça nos sentir úteis, produtivos, porque é a ausência disso tudo que nos massacra.

Entao, a pergunta é: qual a sua fuga??

Não quero mais fugas fúteis, como ficar olhando a vida alheia (de celebridades e não celebridades), joguinhos “para acalmar”, seriados inúteis… Chega!! Não sou tão pequena assim!! 😥😥😥

Me deem  sugestões!! Me deem uma luz!!!

 

Beijos de um coração bastante angustiado.

 

2 Comments

  1. Vitória

    2 de fevereiro de 2016 at 13:55

    Oie DC!

    Tudo bem? Espero que esteja melhor, menos angustiada…

    Quando vi esta sua postagem até fiquei meio sem entender…rs…sério. Acho que nem sei o que seria “a fuga”…kkk…Acho que não seria uma questão de “fuga”.

    Sabe, uma vez eu estava em uma quermesse comendo umas guloseimas. Encontrei uma senhora de meu bairro que sempre me vê e tal, mas daí como me viu em um local diferente quis inovar na conversa..rs…Eu ouvi a seguinte coisa: “nossa! Como vc está magra! Também…só estuda”.

    Vixe!!!!!! Eu respirei fundo, mas nada disse. Não valia a pena.

    Depois fiquei pensando no que uma coisa tem a ver com a outra…

    Quem estuda não come? Ou é que quem come não estuda?

    Bom…também a admiração dela pode ser porque nunca havia me visto comendo…kkk

    Sempre fui magra. Até fui dar uma conferida no peso pra ver se eu não estava mesmo definhando, mas não. Tenho o mesmo peso de sempre. A preocupação com ser magra demais passou, mas a de “só estudar” ficou no ar..

    Meu Deus!

    Como isso afeta a gente e por nada.

    Fiquei chateada, me cobrando…que eu poderia sair mais, comer mais, beijar muito por aí, falar mais com ela pra tentar contar uma vantagem e pra ela ver que não sou tão estudiosa assim…kkk
    É um erro estudar? Um erro comer?

    Eu nunca fui de falar de mim, de minha vida para essa senhora. Na verdade, são poucas as pessoas que de fato partilho. É aquela coisa: muitos conhecidos, mas poucos amigos. Daí acredito que a única coisa que ela sabia de mim é que eu trabalhava e fazia faculdade, pois me via passar para o ponto de ônibus com material escolar e tal. Enfim, é o que estava aos olhos dela. Portanto, ela pode tirar as conclusões que quiser.

    Se eu faço ou não outras coisas, além de estudar, não é da conta dela!

    Agora, eu não posso me cobrar de nada e nem deixar que os “olhos alheios” tirem minha paz e me incomodem. Estou nadando contra a maré e é natural que quem me vê me ache “estranha”, incomum e etc…

    Aprendi que devemos SABOREAR o tempo das coisas. Por exemplo, hoje estou estudando, curtindo meus amigos e família. Não estou namorando, nem estou casada, mas HOJE é tempo de eu saborear o estudo, amigos, família. Amanhã será o tempo de saborear meu cargo público, um namoro, casamento, filhos, entre outras coisitas. Daí talvez, até, eu engorde uns quilinhos e tenha que saboreá-los também, pois será meu tempo de engordar…rs

    Olha, DC, somos diferentes. Com cada um é diferente. Mas de uma coisa eu sei: devemos viver o hoje!

    Viver a vida de quem não está estudando não dá. Literalmente não.

    Cada um tem um jeito de viver.

    Me usando como exemplo: há pouco eu dizia aí “que eu poderia sair mais, comer mais, beijar muito por aí, falar mais com ela pra tentar contar uma vantagem e pra ela ver que não sou tão estudiosa assim”…mas daí isso não seria eu.

    Eu não sou de sair mesmo, não gosto de balada. Sou de beijar muito uma única pessoa e num namoro muitooo sério, então não sou dessas de “beijar muito” em várias situações….rs. Não sou de contar vantagem pra ninguém. Gosto de comer, mas não muito. E sou estudiosa mesmo! Gosto de cinema, de ir à praia, parques, piscina, receber visitas dos amigos, viajar para “os interiores” de SP, ir à Igreja, acampamentos e etc. Sou bem caretaaaa mesmo…rs.

    Por estudar, hoje, faço essas coisas que gosto de maneira mais limitada, mas não as deixo de fazer. Na época da OAB eu pensava em ficar em casa trancada só estudando e deixava de fazer tudo. E nada dava certo.

    Nessa época, até uma amiga me disse que na véspera da prova que ela passou da OAB, ela foi pra balada e bebeu todas. Fez a prova de ressaca, porém tranquila e passou. Se eu fosse seguir LITERALMENTE o “conselho” dela não ia dar certo denovo, não gosto de beber, não tenho costume de nada disso, logo, no mínimo eu nem iria ter feito a prova e teria estado é no hospital…kkk. Mas tirei uma coisa boa do conselho, fui fazer uma das coisas que EU gosto e na prova fiquei tranquila e passei.

    Não critico quem é diferente de mim. Cada um tem um jeito, uma cultura, um estilo e jeito de se divertir.

    Concluindo, não é questão de fuga. É questão de viver o HOJE. Entendo que o professor Henrique quis alertar no sentido de deixar a ansiedade pra lá mesmo. A bendita….rs.

    Quanto ao rendimento nos estudos, tenho melhorado, viu?! Isso depois que vi algumas dicas do professor Pier que o “psiconcurseiro” indicou. (se não me engano foi ele quem indicou este professor em um dos posts daqui).

    Esse professor Pier, explica que devemos estudar 30 min e fazer intervalo de 10 minutos, e isso até completar 3 horas. Também disse que é importante estudar escrevendo. Tenho feito isso. Tenho feito simulados com consulta e sem consulta. Anoto os pontos que sempre caem. Tenho rendido bem…

    Vi essas dicas neste vídeo https://youtu.be/0qxDU96J-do

    Estou focando em um só cargo de uma banca e terminei de estudar as matérias do edital que quase sempre é o mesmo. Agora estou só revisando e fazendo exercícios. Depois, talvez, eu vou pesquisar um outro cargo que tenha matérias que eu possa acrescentar e daí fico preparada com dois editais semelhantes.

    Dá uma olhada, quem sabe vc faz a experiência dessa nova maneira e rende mais.

    Grande abraço!!!

    • Diario de Concurseiro

      2 de fevereiro de 2016 at 15:31

      Querida Vi!!

      Como sempre, amiga distante que fala as coisas certas nas horas certas…

      Não estou legal não… Dificuldade de voltar a estudar (depois de meses sem estudar de fato)…
      Lugar novo, casa pra cuidar, bla bla bla…

      Até larguei o blog de mão esses dias…

      Quando falei de fuga, digo porque eu estava ficando o dia todo em facebook, snap etc… E via que fazia isso com um peso enorme!! Passava o final do dia péssima, porque não conseguia estudar, e não me permitia fazer outras coisas sem me culpar…
      Aff.. Nem estou conseguindo me expressar direito… Não sei se você entendeu…
      Mas é isso aí, esses dias atou conseguindo riscar uns pontinhos do edital… Prova daqui 20 dias e eu nessa vagareza… Mas..

      Grande beijo querida!!

Leave a Reply

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>